REGULAMENTO GPS HARD ENDURO 2017

 

 

REGULAMENTO  GPSH HARD ENDURO 2017
Art. 01- APRESENTAÇÃO REGULAMENTO COMPOSTO POR 34 ARTIGOS ATUALIZAÇÃO COR VERMELHA 27/01/2017
Adendo- Alteração de Regulamento

1- A partir da FINAL DE 2015, ficam  valendo somente os tempos percorridos nas trilhas (especiais), que serão somados para compor o resultado da prova.
2- Os trechos de RADAR passarão a DESLOCAMENTOS, ou seja, não ha necessidade de cravar nem manter velocidade media especifica.

3- Após as ESPECIAIS nos trechos de deslocamento o piloto poderá se houver necessidade fazer uma pausa breve para descanso sem prejuízo ao seu tempo.
4- Haverá um tempo máximo de 30 minutos para cumprir CADA ESPECIAL, e mesmo excedendo esse tempo o piloto somará somente 30 minutos em seu tempo final.
Ex: Em uma especial de 15 minutos o piloto completa a mesma com tempo de 45 minutos, pela regra o tempo dessa especial será de 30 minutos. 
OBS : PARA EVITAR QUE O TEMPO DA EXPECIAL SEJA EXCEDIDO POR CONTA DE DIFICULADADE EXTREMA, A TRILHA PODERA  SER DIVIDIDA EM 2, 3, OU MAIS ESPECIAIS DE ACORDO COM A DIFICULDADE,  E SEMPRE APÓS ELA.
5- Os trechos de especiais inician-se sempre 20 metros após a fita de sinalização indicativa de inicio de especial,  sempre após uma porteira fechada, colchete, tronqueira ou arame, cabe ao piloto abrir a porteira e fecha-la a seguir sem prejuizo de seu tempo.
5a- As finais das epeciais e inicio de deslocamento também são sinalizados no TRACKLOG MOSTRADO NO GPS e com fita 
de sinalização indicativa de final de especial, sempre no ponto exato da fita e antes de uma porteira fechada,
colchete, tronqueira ou arame, cabe ao piloto abrir a porteira e fecha-la a seguir sem prejuizo de seu tempo.

5b- será informada no breefing de largada.as cores das fitas de sinalização de inicio, perigo e  término de especial, que serão sempre da mesma cor indicada na tela do gps colorido , sendo inicio de especial VERDE, perigo ou aviso de deslocamento em vermelho, fim de especial AZUL.
6- SE UM PILOTO ABRIR E NÃO FECHAR UMA ESPECIAL, A PENALIZAÇÃO SERÁ DE 30 MINUTOS.
6a-SE UM PILOTO NÃO ENTRAR EM UMA ESPECIAL POR QUALQUER MOTIVO,ERRO , OU OPÇÃO, A PENALIZAÇÃO SERÁ DE 30 MINUTOS, PARA CADA ESPECIAL
6b- SE UM PILOTO NÃO ABRIR UMA ESPECIAL, PORÉM SE POR OUTRO CAMINHO ENTRAR NA ESPECIAL E FECHA-LA, 
A PENALIZAÇÃO SERÁ DE 30 MINUTOS.

7- Nos trechos de deslocamentos a velocidade será livre, lembrando que, a segurança e integridade dos pilotos e demais usuários das vias, ficam condicionadas as velocidades utilizadas por cada um.
Art. 01 b DA APURAÇÃO E PREMIAÇÃO

7- A apuração será feita no dia da etapa, BEM COMO A PREMIAÇÃO E A DIVULGAÇÃO DO RANKING ATUALIZADO.
8- Itens conflitantes anteriores a esta alteração perdem efeito, e serão reformulados.
Item - 1 Este regulamento entrará em vigor a partir do momento de sua publicação no site WAY POINT ENDUROS 27/01/2017
Item - 2 O presente Regulamento é válido para a copa GPS HARD ENDURO.

Item - 3 Os casos não previstos neste Regulamento, seguem as mesmas normas do regulamento da Confederação Brasileira de Motociclismo, e quando não previstos também pela mesma, deverão ser apreciados pelo (JURI) comissão de apuração.
Art. 02- ORGANIZAÇÃO DA COMPETIÇÃO
Item 1- A partir da primeira etapa o campeonato será composto por 9  etapas.

Anexo 1- Será declarado campeão da etapa o piloto que cumprir a MAIOR quantidade de especiais de prova ao menor tempo total, cumpre ao piloto manter-se com a melhor precisão possível no trajeto da prova.
OBS: COPA COMPOSTA POR 9 PROVAS, DESCARTANDO-SE UMA PROVA COM A MENOR PONTUAÇÃO AO FINAL DO CAMPEONATO, EQUIVALENTE A UMA ETAPA, NC OU ETAPA NÃO PARTICIPADA, NÃO VALE PARA DESCARTE.
Item 3 – O GPS HARD ENDURO será realizado em locais a serem determinados pelo organizador.
Item 4 - Se por qualquer motivo de força maior ou de segurança a corrida não puder ser realizada, os organizadores não serão responsáveis perante os participantes, nem serão obrigados a nenhum tipo de indenização.
Item 5- A cronometragem das etapas serão efetuadas pela ORGANIZAÇÃO WAUY POINT ENDUROS.
Art. 03- JÚRI
Item 1- O Júri será constituído por três pilotos, de categorias distintas escolhidos pela organização.
Item 2 - A autoridade julgadora em primeira instância é o Júri.
Item 3 - Os membros do Júri deverão estar localizados junto a Cronometragem e somente
poderão abandonar o local, após a divulgação dos resultados oficiais.
Item 4 - O Júri só aceitará recursos quando entregues ao Diretor de Prova.
Art. 04 – INSCRIÇÕES E LOCAÇÃO DE APARELHO GPS, MAIS SUPORTE DE GUIDON.

Item 1 - O organizador do Campeonato deverá manter no dia da prova, um local adequado para montagem de secretaria, com recinto fechado para carga e descarga dos aparelhos de GPS e para receber as inscrições de seus pilotos.
Item 2 - Será cobrada uma taxa do piloto no ato da sua inscrição de valor indicado abaixo.
A- Para pilotos que possuam GPS, pagamento R$100,00.
B- Para pilotos que não possuam GPS, com locação de aparelho, pagamento R$ 150,00.
C- Valor de locação de GPS da organização, R$ 50,00.

D-:CASO  TODOS OS GPS VENHAM A SER  LOCADOS, OS PAGAMENTOS DE LOCAÇÃO E INSCRIÇÕES EXCEDENTES SERÃO DEVOLVIDOS AOS DEPOSITANTS.. 

E- O ULTIMO APARELHO A SER LOCADO SERÁ DESTINADO AO DEPOSITO MAIS ANTIGO, RESPEITANDO DATA E HORA DO RECEBIMENTO, CONFORME EXTRATO BANCARIO DA ORGANIZAÇÃO.
Item 3 - A secretaria de prova poderá recusar inscrição de um piloto desde que apresente os motivos por escrito e assinado por um membro da organização e apreciado pelo presidente do Júri, se este solicitar. 

Item 4- Para se inscrever na prova o piloto deverá acessar o site da organizadora e se cadastrar para etapa, site: www.waypointenduros.com.br.
a) Só serão aceitas inscrições de maiores de 18 anos, devidamente habilitados para pilotar
motocicletas.
Art. 05- DEVERES DO PILOTO
Item 1- Todo piloto é obrigado a usar o equipamento completo de segurança composto de: 
Calça do tipo Cross, joelheiras, capacete homologado com fator RH e tipo sanguíneo inscritos, camisas de mangas compridas, óculos especiais, luvas e botas de cano longo.
Item 2- Todo piloto deverá conhecer e respeitar os horários de treinos e provas através do adendo e regulamento fornecidos no ato da inscrição.
Item 3- É dever de todo piloto e membros de sua equipe respeitar as disposições constantes do Código Brasileiro de Motociclismo, assim como reconhecer o presente regulamento.
Item 4- É dever de todo piloto dar passagem aos concorrentes que estiverem em condições de fazê-lo e manter o mais alto espírito esportivo para com seus adversários antes, durante edepois da prova.
Item 5- Atos, gestos e atitudes de menosprezo são motivos de desclassificação imediata da prova, bem como passível eliminação do Campeonato.
Casos de indisciplina e desrespeito para com as autoridades da prova causará desclassificação imediata, bem como a eliminação do piloto infrator do Campeonato.
Item 6- Consideram-se autoridades em serviço, os representantes da WAY POINT ENDUROS tais como o organizador, integrantes da equipe de sinalização, de Cronometragem, seguranças e integrantes da secretaria da prova.

Item 7- É dever do piloto, reportar à organização, qualquer irregularidade que fira este regulamento, bem como exigir, caso seja necessário, às autoridades constituídas da prova, o cumprimento deste.
Item 8- É dever de todo piloto, quando participar de provas que circulem em vias públicas, portar seus documentos de identificação, bem como habilitação e documentação exigida por lei, respondendo às autoridades locais por seus atos e atitudes, não cabendo em nenhuma hipótese responsabilidade aos organizadores ou entidades envolvidas na prova.
Art. 06 - PARTICIPAÇÃO
Item 1- Liberada a qualquer piloto federado ou não, com qualquer tipo de motocicleta e cilindrada.
Art. 07 – CONSTITUIDA CATEGORIA
Item 1- Uma categoria se considerará constituída com o mínimo de três pilotos inscritos. Caso não se constitua, os pilotos inscritos serão agregados a uma categoria imediatamente superior a critério do diretor de prova, podendo essa categoria ser excluída do campeonato.
Item 2- Nas três categorias formadas, não foi considerada à potência da motocicleta, e sim a capacidade e experiência do piloto em navegação e técnicas de pilotagem.
Descrição técnica das categorias.
INTERMEDIARIA:  para pilotos com técnica apurada de pilotagem em roteiro médio com trilhas de fácil transposição, e com pouca experiência em navegação, exige preparo físico médio.

PRÓ, para pilotos com elevada técnica de pilotagem em roteiros pesados de longa
duração, com trilhas de difícil transposição, com experiência em navegação, exige preparo
físico elevado.

INICIANTE:  própria para o piloto masculino, iniciante em navegação, com pouca experiencia em navegação, com pratica em trilhas leves, não exige técnica de pilotagem nem preparo físico.
Item -3 DOS TROFÉUS
A premiação será até a 5º colocação para as todas categorias, podendo ser ampliado conforme o número de pilotos que se efetivarem ao longo do campeonato.
Art. 08- RESPONSABILIDADE CIVIL E PENAL
Item 1- Ao assinarem a ficha de inscrição os pilotos eximem a Way Pointe Enduro, o clube organizador, patrocinadores e autoridades da prova, de toda e qualquer responsabilidade por dano de qualquer espécie que venha a sofrer ou causar a terceiros, durante ou depois do decorrer da prova e dos treinos.

Art. 09- REALIZAÇÃO DE PROVA
Item 1 - As provas serão realizadas em trilhas abertas, propriedades particulares, pistas, etc., com deslocamentos por vias públicas principais ou secundarias, prevalecendo à velocidade média no local.

Anexo 1 - Os participantes seguirão o roteiro da prova utilizando-se exclusivamente de um aparelho de GPS, próprio ou locado da organização, Garmin Etrex 10, (indicação de modelos compatíveis, GARMIN ETREX 10, 20,30, ou modelo superior). 
Item 2 - Em caso de mudança de horário por força maior ou motivos técnicos, o organizador deve comunicar. Imediatamente pelos meios disponíveis a todos os representantes de clubes, bem comochefes de equipes e pilotos, os novos horários.
Item 3- O Diretor de Prova tem o direito de eliminar da competição com parecer do Diretor Técnico, a motocicleta que não corresponder às normas de segurança ou regulamento, e depois comunicar ao júri.
Art. 10- INTERRUPÇÃO DE UMA PROVA
Item 1 - O Diretor de Prova tem o direito por iniciativa própria e para medidas urgentes de segurança, ou outros casos de força maior, de interromper uma prova ou de cancelar a mesma.
Item 2 - A critério do Júri, uma prova interrompida com menos de 50% de seu tempo, poderá valer ou não para pontuação, e poderá ter a validade de pontos cortada ao meio.
Art. 11 - CONDIÇÕES FÍSICAS DO PILOTO

Item 1- O organizador poderá pedir para os pilotos um Exame antidoping, antes, durante e
após a prova. O piloto que negar-se ao exame será desclassificado e denunciado ao Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Motociclismo.
Item 2- Todo piloto é obrigado a apresentar exame médico atestando sua capacidade para atividades esportivas de

alto desempenho.
Art. 12- ALTERAÇÕES NO REGULAMENTO
Item 1- A organizadora WPE, pelos poderes que exerce pode alterar modificar, incluir ou excluir itens deste regulamento.
Art. 13- CASOS OMISSOS
Os casos omissos no regulamento serão resolvidos pela Comissão Técnica da prova e
julgados pelo júri, ou na Impossibilidade destes, pela Federação Paulista de Motociclismo.

Art.14- REGULAMENTO COMPLEMENTAR
Item 1- Compete, aos organizadores elaborar um regulamento complementar específico para cada etapa, ou elaborar um breefing explicativo, antes da largada, informando como será a prova e outras pertinentes.
Item 2- Neste regulamento deverão constar, obrigatoriamente, as características da prova, horários de largada, chegada além de outras informações específicas e necessárias aos participantes.
Art.15- INSCRIÇÕES E DEPOSITOS EXCEDENTES A QUANTIDADE DE APARELHOS GPS PARA LOCAÇÃO
Item 1- Ao assinar a ficha de inscrição, o participante reconhece e aceita automaticamente as exigências da entidade organizadora e dos regulamentos;

Item 2- Aceita usar o jaleco fornecido pela organização, bem como os adesivos numerados com o patrocínio do evento.

SERA FORNECIDO NO ATO DA INSCRIÇÃO: 3  ADESIVOS CONTENDO: NUMERAÇÃO, HORARIO DE LARGADA, HORARIO DE CHEGADA e FONE DE APOIO, NA COR VERMELHA PARA CATEGORIA  PRÓ, NA COR  VERDE PARA CATEGORIA INTERMEDIARIA, E COR AMARELA PARA CATEGORIA INICIANTE. SENDO 1 NO  TAMANHO 15 CM X 15 CM PARA SER AFIXADO OBRIGATÓRIAMENTE NA CARENAGEM FRONTAL DA MOTO, 1 NO TAMANHO 08 CM X 08 CM, A SER AFIXADO NA PARTE DE TRÁS DO CAPACETE, E UM NO TAMANHO 03 CM X 03 CM, SÓ COM NUMERO DO PILOTO, A SER FIXADO NO GPS.
Item 3- Os inscritos autorizam o uso de sua imagem, durante e até dois anos após o evento para fins comerciais, editoriais, promocionais e publicitários.
Item 4- As inscrições deverão ser efetivadas até sexta feira que antecede à data da competição, já Que todas as etapas do calendário serão aos domingos.
Item 5- As inscrições serão feitas pela internet no site www.waypointenduros.com.br com data/hora de abertura e encerramento.
Item 6- O número máximo de participantes sem aparelho de GPS próprio, em cada etapa será considerado pela equipe Way Point de acordo, com a quantidade de aparelhos que forem sendo reservados através de deposito antecipado da inscrição .
Anexo 1 - A partir da confirmação de deposito de inscrição referente à locação do ULTIMO APARELHO GPS, será publicado no site da organizadora o encerramento de aparelhos 
disponíveis, os demais depósitos efetuados após, e confirmados pelo horário bancário, serão recusados e devolvidos integralmente ao depositante sem ônus, não cabendo reclamações posteriores, a quantidade total de aparelhos disponíveis para locação em cada etapa, será de 12 aparelhos.
Item 7 - Pagamento da inscrição para efeito de logística será feito antecipadamente, mediante deposito bancário em conta indicada pela organizadora até a data máxima informada no site WPE, as inscrições feitas no dia da competição não sofrerão acréscimo sobre o valor atual de R$ 100,00. O valor de locação de GPS da organização é de R$ 50,00, acrescido ao valor da inscrição.
Item 8 - A entrega de material da prova aos pilotos como, numeral, camisetas se houver, Arquivo Tracklog de prova e regulamento complementar, serão entregues no domingo dia da prova ou outro local a ser determinado pela organização, não antes,

sem exceção.
Art.16 – VISTORIA (ISENTOS)
Art. 17- IDENTIFICAÇÃO DO PILOTO
Item 1 - A identificação do piloto poderá ser feita a critério da organizadora, através de colete ou jaleco com nome da prova, número etc.
Art. 18- IDENTIFICAÇÃO DA MOTO
Item 1- A identificação da moto será feita por numeração frontal na carenagem, fornecida pela WPE, sendo seu uso obrigatório.
Item 2 - Coletes quando fornecidos, estes serão de uso obrigatório.
Art. 19- CONSTITUIÇÃO DA PROVA

Item 1- A prova será constituída por trechos de deslocamento numerados par ou impar identificado no tracklog como DES Nº e trechos de Especiais (trilhas VELOCIDADE LIVRE).também numerados par ou impar identificados como ESP Nº.
Item 2 -  Após cada especial o piloto poderá fazer por conta própria uma parada rapída para recuperação e descaço.
Item 5 - A prova só termina após o WPT (WAY POINT) de chegada.

Item 6-  Duração de uma prova, 
Todos pilotos terão um tempo maximo limite para completar a prova, tempo esse de 5 horas APÓS SEU HORARIO IDEAL DE LARGADA, o que após, o piloto será desclassificado.
Art. 20- ÁREA DE LARGADA (AL)
Item 1 - Na AL, não é permitido nenhum tipo de trabalho na moto, nem ligá-la até que se dê o sinal de Largada. A penalização para esta infração é de 120 segundos, só será permitida a permanência de pilotos e de fiscais encarregados pelas operações de largada.
Art. 21 - ORDEM DE LARGADA E TOLERACIA DE CHEGADA

Item 1 - A ordem de largada em cada prova será definida da seguinte forma:Categoria : PRÓ largam primeiro, seguidos por INTREMEDIARIO, e por ultimo INICIANTES
, para não haver buracos entre as categorias a numeração indicativa do piloto contera um campo com horario de largada e chegada, preenchidos no momento da inscrição.
Item 2 - Os pilotos (capacete), motos e aparelhos de GPS, serão numerados igualmentes em relação a sua ordem de largada.
Item 3 - O intervalo entre um piloto e o seguinte deve ser de tal modo a se evitar congestionamento, por outro lado deve-se evitar também que a diferença entre o primeiro e o ultimo piloto a largar seja muito grande.
Art.22 - INTERVALO DE LARGADA

Item 1 - Nas provas da copa, os trechos de alto índice de dificuldades deverão ser de desvio para as categorias, Intermediaria e Iniciante, sendo disponibilizado tracklogs diferentes para cada categoria.
Item 2- A Way Point utilizará o intervalo de 1 minutos PARA TODAS AS categorias.
Item 2 – Percurso. (A) Estradas pavimentadas, trilhas ou estradas abandonadas, prevalecendo nas vias públicas às leis de trânsito locais.

Art. 23- ROTEIRO DE PROVA E GPS ETREX 10
Item 1 - Serão fornecidas aos participantes no momento da finalização da inscrição na secretaria de prova: numeração, adesivos de patrocinadores etc., arquivo GPX com trajeto de prova, para pilotos com GPS próprio, para os participantes sem aparelho próprio, será feita a locação de um GPS GARMIN ETREX 10 com SUPORTE GARMIN PARA GUIDON, com arquivo da prova inserido.

Item 2 - A simbologia demonstrada na tela do GPS ETREX10 e utilizada no roteiro de prova é denominada de TRACKLOG

desenho ou linha do trajeto e será composta por WPT waypoints no formato de bandeira com numeração sequencial , nas cores:

 

BANDEIRA NA COR VERDE: (ESP 01) A sigla ESP indica um inicio de trilha ESPECIAL que vale tempo, o numero após a sigla ESP indica em qual especial o piloto está,  esse numero será sempre IMPAR e em ordem crescente, haverão dentro das especial, outras bandeiras verdes e com a palavra ESPECIAL para auxiliar e informar ao piloto de que realmente ele esta em um trecho de velocidade.

 

BANDEIRA NA COR ZUL: (DES 02) sigla DES indica final da trilha inicio de DESLOCAMENTO não vale tempo, o numero após a sigla DES indica em qual deslocamento o piloto esta, essa sera sempre PAR e em ordem crescente, haverão outras bandeiras NA COR AZUL e  com a palavra DESLOCAMENTO para auxiliar e informar ao piloto que realmente ele esta em um trecho de deslocamento.

.

BANDEIRA NA COR VERMELHA - sem sigla, é uma bandeira de AUXILIO a navegação, poderá indicar PERIGO, REFERENCIA ou DIREÇÃO, DIREITA ou ESQUERDA.


Item 3 - O símbolo que indica a direção a se seguir é apresentado pelo GPS em forma de "TRIANGULO OU SETA" (que indica o local onde o concorrente está) estando sempre na posição inferior da tela, sobre a linha do Tracklog, o sentido será sempre de baixo para cima. (Caso o piloto esteja parado a tela poderá se inverter, e indicar o caminho a se seguir como o caminho que já se fez, bastando movimentar-se para frente para recuperar a posição original, recomenda-se que se esteja sempre em movimento antes de atingir a mudança de direção, até se ter certeza do rumo a ser tomado, na dúvida utilize o ZOOM para ajustar a altitude ao Tracklog).
Item 4 - O ângulo de curvas, ou linha reta, poderão sofrer variações durante o percorrer do trajeto, por conta de interferência climática, como céu encoberto, tempo chuvoso, local muito fechado, ou até mesmo pela quantidade ou diferentes satélites adquiridos pelo GPS no dia do 
levantamento do roteiro e no dia da realização da prova, podendo em alguns momentos indicar que se está fora da linha do Tracklog, o que pode ser facilmente resolvido com uso das teclas ZOOM MAIS, localizado a esquerda, na parte superior do ETREX 10 percebendo-se que retornou a linha Tracklog, baixe o zoom para 50 metros, ou ajuste até se manter sobre a linha.
Item 5 – ZOOM ALTITUDE IDEAL recomendada do satélite em relação ao solo é entre 50 e 120 metros, para que se tenha a exata visão do terreno que se segue a frente, podendo-se antecipar as curvas, perigos ou a caminho errado. (Recomenda-se que se esteja sempre em movimento antes de atingir a mudança de direção, até se ter certeza do rumo a ser tomado,na dúvida utilize o ZOOM para ajustar a altitude ao Tracklog)
Item 6- A precisão do Tracklog na trilha é maior que a precisão em estradas etc., onde se pode verificar a exatidão da linha seguida e o Tracklog sobreposto.
Art.24 - VELOCIDADE

Item 1 - Nos trechos de DESLOCAMENTO a velocidade DEVERÁ SER COMPATIVEL COM A VIA.
Item 2 – Nos trechos ESPECIAIS trilha, a velocidade é livre e deverá ser de acordo com a experiência do piloto, tipo de terreno e obstáculos
.
Art. 25 - CRONOMETRAGEM DE CONTROLE

Item 1 - A Cronometragem será feita com base num tempo padrão via satélite, informada por GPS, as siglas consideradas pelo programa de apuração serão as seguintes: inicio denominado *LARGA.

Final do percurso denominado *CHEGA.

Abertura de especial denominada :*ESP01 e sequência.

Fechamento de especial denominada: *DES02 e sequência.

Essas siglas são a base de coleta de dados do programa de apuração, qualquer outro WAY POINT com outra nomenclatura é ignorado pelo mesmo.
Item 2 - A organizacão colocarà  a disposição dos pilotos, no ato da descarga de seu GPS, um resultado analítico individual impresso em bobina térmica com todos tempos das ESPECIAIS e uma demonstração do resultado GERAL em uma tela de TV, para apreciação e acompanhamento do andamento de sua categoria.

Art.26 – PENALIZAÇÕES
Item 1 – O trajeto das especiais deverão ser feitos na integra sem corte de entrada ou saída, DEIXAR DE PASSAR PELA ENTRADA E SAÍDA DAS ESPECIAIS POR QUALQUER MOTIVO, DESVIANDO-SE DA ROTA: PENALIZAÇÃO 30 MINUTOS..
Item 2 – Será considerado desvio ou corte de caminho, abrir e não fechar uma especial, fechar e não abrir uma especial, não abrir e não fechar uma especial.

Q - Informações falsas ou erradas na ficha de inscrição (como categoria errada):desclassificação.
R- Pilotar sem capacete durante a prova, inclusive nos neutralizados: desclassificação.
S - Manobras desleais contra outro concorrente: desclassificação.

T- Troca de moto ou piloto (mesmo sendo pessoa da equipe), numa mesma etapa:desclassificação.
U - Alteração, supressão ou inclusão de inscrição nos adesivos oficiais: desclassificação
V- Falta de itens de segurança do piloto: desclassificação
X- Desrespeito às leis de transito: desclassificação
W- Pilotagem perigosa, excesso de velocidade e acrobacias em localidades habitadas: 360s=seis minutos, a desclassificação.
Y- O piloto poderá ser penalizado de acordo coma decisão do júri por comportamento indevido seu ou de sua equipe: 360s=seis minutos, a desclassificação.
Z- Ruído excessivo no escapamento: 120s=dois minutos.

Z2- Qualquer piloto, que durante o transcorrer da prova quiser se ausentar da mesma e abandonar o percurso, deverá comunicar sua retirada a organização por celular ou por meio de outro pioto na chegada da prova, para que os organizadores não o deem por perdido: DESCLASSIFICAÇÃO.
Z 4- Não é permitido nenhum tipo de trabalho na moto, nem ligá-la até que se dê o sinal de largada, penalização de 120 segundos, só será permitida a permanência de pilotos e de fiscais encarregados pelas operações de largada.
Z 5- Os pilotos inscritos terão uma tolerância de 240 segundos=4 minutos após seu tempo ideal para largar, após esse tempo, será considerado como desistente da competição, caracterizando NC sendo desclassificado.
Art.27- ALTERAÇÕES NO REGULAMENTO
Item 1 - A ORGANIZADORA WPE, pelos poderes que exerce pode alterar modificar, incluir ou excluir itens deste regulamento.
Art.28- ALTERAÇÕES NA PROVA
Item 1 – Se por motivos de forca maior ou de segurança a prova não puder ser realizada, os organizadores não serão obrigados a nenhum tipo de indenização, exceto o reembolso do valor da inscrição.
Item 2 - CANCELAMENTO DE TRECHOS
Em virtude de ocorrência de chuva, que venha prejudicar ou impossibilitar a passagem dos pilotos em qualquer trecho, elevando o grau de dificuldade e colocando assim em risco a integridade física dos mesmos, esse poderá ser cancelado pelo diretor de prova, mesmo que parte de uma categoria tenha obtido êxito em transpor esse trecho, não cabendo recurso aos demais pilotos dessa categoria, desde que seja verificada pela organização a rela situação do local.
Art.29 - APOIO / AJUDA
Item 1 - Somente os pilotos identificados com adesivo da prova poderão ajudar-se mutuamente na transposição de obstáculos, membros da organização, identificados por jaleco ou adesivo, também poderão ajudar.
Art.30- DIVULGAÇÃO DO RESULTADO / PREMIAÇÃO / RECURSOS / TROFÉUS
Item 1 - O organizador deverá ter um serviço de divulgação de resultados da prova para os pilotos.
a) os resultados deverão estar obrigatoriamente disponíveis na internet na semana em que for feita a premiação.
Item 4 - Só será aceito, reclamações escritas, e que contenham o nome, número de inscrição e categoria do piloto, para isso o piloto deverá utilizar o verso de seu analítico. A premiação final do campeonato será dada aos DOIS primeiros colocados de cada categoria, Campeão e Vice Campeão.

Item 7- Prêmios em dinheiro são proibidos.
Alínea A - RECLAMAÇÕES EM GERAL
Item 1 - O direito de reclamação pertence ao piloto ou ao chefe de equipe que o encaminhará ao diretor de Prova, não necessitando de sua identificação perante o reclamado.
Item 2 - Reclamação contra um participante, um piloto, ou uma motocicleta inscrita deve ser apresentada ao Diretor da Prova até 30 (trinta minutos) após o horário ideal de chegada do último piloto.
Item 3 - Reclamações contra resultados devem ser apresentadas ao Diretor de prova dentro e 15 minutos após a apresentação dos resultados oficiais.

Item 4 - É responsabilidade de o piloto conferir o TRAJETO INDICADO NO SEU GPS no ato do seu recebimento, evitando-se competir com trajeto errado, não cabendo reclamações por parte do piloto, caso isso ocorra não serão feitas mudanças de categorias, é também de responsabilidade do piloto manter a configuração de seu aparelho GPS, de acordo com as configurações indicadas pela organização.
Item 5- É responsabilidade de o piloto manter-se no trajeto da prova.
Item 6 - Fica terminantemente proibido, passível de punição, qualquer movimento, pressão ou manifestação dos pilotos na véspera, nos dias da competição e durante a apuração dos resultados finais.
Art.31 - INDICE NC / PONTUAÇÃO / PREMIAÇÃO / RESULTADO / DESCARTE N-1
INDICE NC DE 50% PARA TODAS AS CATEGORIAS.

Item 1- Nas etapas, o resultado da prova PARA EFEITO DE PREMIAÇÃO (TROFÉU), serão os menores tempos registrados em sua totalidade entre os pilotos, e será dada sempre aos concorrentes que tenham completado o mínimo de 50% DAS ESPECIAIS, e que não tenha excedido o tempo limite estipulado para o termino da etapa, e se classificado até a 5ª posição em todas categorias.

Item 2- A obtenção de pontos para o campeonato será dada a todos pilotos que não excederem o tempo limite estipulado para o termino da etapa, independentemente de ter feito mais ou menos de 50% das especiais, ficara caracterizado (NC) NÃO COMPLETADA, exceder o tempo limite estipulado,  sendo assim não marcará pontos no campeonato.
Item 4 - O resultado final do Campeonato será composto pela soma de todas as etapas PARTICIPADAS pelo piloto, descontando-se uma etapa (N-1) com menor pontuação, ou seja, a pior pontuação entre todas as etapas será descartada, (NC) NÃO COMPLETADA, e etapas que o piloto não participou não valem como descarte ZERO.
 


Art. 32 DESEMPATES
Item -1 Se o empate persistir será considerado o resultado da última prova. No caso de
empates na etapa será considerado o resultado da última ESPECIAL da prova, caso persista,
a penúltima ESPECIAL e assim por diante.

Desempate na etapa, em caso de empate nos pontos, decide-se primeiramente considerando o resultado da última ESPECIAL da prova, caso persista, a penúltima e assim por diante. OBS: Para efetivar essa pontuação os pilotos inscritos terão uma tolerância de 4 minutos após seu tempo ideal para largar, após esse tempo, será considerado como desistente da competição, caracterizando NC.
Item- 2 Em caso de empate nos pontos do campeonato decide-se primeiramente pelo descarte e depois pelos melhores resultados (mais 1º mais 2º).
Item -3 A pontuação para efeito de graduação e campeonato será dada conforme tabela.
Art.32 - PONTUAÇÃO FINAL NO CAMPEONATO
Item 1 - Em caso de empate será proclamado campeão o piloto que obtiver a maior colocação na última prova do campeonato.
Item 2 - Os pilotos desclassificados por quebra de regulamento não somarão pontos.
Item 4- TABELAS DE PONTUAÇÃO (FPM) O Piloto receberá os seguintes pontos pela classificação:
 
1°- lugar - 25 pontos
  2°- lugar - 22 pontos
  3°- lugar - 20 pontos
  4°- lugar - 18 pontos
  5°- lugar - 16 pontos
  6°- lugar - 15 pontos
  7°- lugar - 14 pontos
  8°- lugar - 13 pontos
  9°- lugar - 12 pontos
10°- lugar - 11 pontos.
11°- lugar - 10 pontos
12°- lugar - 09 pontos
13°- lugar - 08 pontos
14°- lugar - 07 pontos

15º- lugar - 06 pontos
16º- lugar - 05 pontos
17°- lugar - 04 pontos
18º- lugar-  03 pontos
19º- lugar - 02 pontos
20º- lugar - 01 pontos

Art. 33 - GRADUAÇÃO DE PILOTOS
Item 1 - Após a divulgação da lista dos pilotos ranqueados para o campeonato do ano seguinte, estes deverão inscrever-se obrigatoriamente na categoria a qual foram designados.
Item 2 - Critério para mudança de categoria: para obtenção de graduação para subir de  categoria

(A) PILOTO DA CATEGORIA INICIANTE: Só obterão graduação para a categoria INTERMEDIARIA os pilotos que ao final do campeonato fiquem entre os 2 (2) primeiros colocados independentemente da sua pontuação. 

(B) PILOTO DA CATEGORIA INTERMEDIARIA : Só obterão graduação para a categoria PRÓ os pilotos da categoria
INTERMEDIARAIA que ao final do campeonato fiquem entre os dois (2) primeiros colocados independentemente da sua Pontuação.
Item 2 - Os pilotos das categorias PRÓ com as duas (2) piores colocações ao fim do campeonato deverão obrigatoriamente MUDAR (descer) para a categoria imediatamente abaixo a sua.
Item 4 - O piloto Iniciando o campeonato em uma categoria e após QUISER mudar, desprezara todos os pontos conquistados até aquela data.
Item 5 - O piloto pode preferir continuar na categoria em que conquistou aqueles pontos até o final do ano disputando a liderança na mesma.
Item 6- A organização emitirá imediantamente caso aja alterações na relação de categorias 
Art. 34. UTILIZAÇÃO DO GPS

Item 1- Será usado pela organização equipamentos de registro de Tracklog via satélite (GPS) Garmim Etrex 10, podendo também ser utilizado pelos pilotos equipamento próprio, equivalente ou superior da mesma marca, tais como Etrex 10 – 20 – 30 ACIMA, outros modelos deverão ser consultados nas semanas que antecedem a prova, a fim de se confirmar a compatibilidade de receber e transmitir os arquivos de prova. Os equipamentos que forem LOCADOS da organização deverão antes da largada da prova ser fixados no guidom da moto, com suporte próprio fornecido juntamente com o equipamento, não podendo ficar em pochete, bolso etc. bem como os de propriedade dos pilotos.

Item 2- Será permitido aos pilotos o uso de outros aparelhos GPS desde que aceite as configurações de prova e receba o TRACKLOG da etapa.Item 3- É de inteira reponsabilidade do piloto a configuração adequada de seu aparelho particular, e as diferenças que este venha conter, tais como problemas com interface do programa de edição, carga e descarga de GPS, metodos de gravação, quantidades de recepção de satélites, perda de sinal, carga de pilhas e ou baterias. 

 

Art. 35. CONFIGURAÇÃO OFICIAL DE GPS

A- CONFIGURE SEU APARELHO PARA GRAVAR DE ACORDO COM A PROVA, EVITE ERROS,  APAGUE OS TRACKLOGS DE ETAPAS ANTERIORES

Na tela inicial selecione o ícone CONFIGURAR acesse a seguir: 
1- SISTEMA >:sistema de satélite >: gps + glonas (BACK)
                >:usb mode >: armazenamento em massa (BACK)

2- MAPA >:Orientação > trajeto para cima (BACK)
          >:Selecionáveis>:1 grande (BACK)
          >: config. avançada mapa >: auto zoom >: ativar (BACK)
          >: nível zoom pontos pass. util >: auto (BACK)
          >: tam. texto pontos pass,ut. >:extensa ou grande.(BACK)

3- UNIDADES >:distancia e velocidade >: métrico (BACK)
                 >: elevação e velocidade >: metros(m/min) (BACK)

4- FORMATO DA POSIÇÃO >: formato da posição>:hddd*mm.mmm" (BACK)
                                      >: Dados refer. mapa >:wgs 84 (BACK)

5- DIREÇÃO >: ecrã >: letras direcionais (BACK)
               >: referencia de norte >: verdadeiro (BACK)
               >: linha ir para >: azimute (BACK)

6-TRAJE TOS >:Registros de trajetos>: gravar e mostrar no mapa (BACK)
                  >:Método de gravação > DISTANCIA (BACK)
                           >:Intervalo 0000,01 (BACK) OBS: O APARELHO ESTARA GRAVANDO UM PONTO A CADA 10 METROS, POR TANTO ESTARA SEMPRE NO RAIO DE 20 METROS DO PROGRAMA DE APURAÇÃO.

7- ENCAMINHAMENTO >: transição fora estr.>:auto

Na tela de navegação (MAPA), localize o botão (MENU) , selecione mudar campos de dados, 
selecione distancia ao próximo, após aperte voltar (BACK) . Esta é a informação que será usada durante o trajeto.

DUVIDAS 11 998386727 PASTEL


Item 2- O GPS poderá ser vistoriado por fiscais da prova devidamente identificados emqualquer momento
Da prova, solicitando a parada do competidor no local da vistoria.
Item 3 - O competidor deverá assinar um termo de responsabilidade, no momento da entrega o(s) equipamento(s) onde assume a total responsabilidade sobre o(s) mesmo(s) caso o competidor não devolva o equipamento, em condições de funcionamento ao final do evento, independentemente do motivo (roubo, perda, danos propositais ou não etc.) o mesmo deverá reembolsar o valor especificado no termo de responsabilidade para a organização em até no máximo 10 dias corridos após a realização do evento.
Item 4- Os trechos de ESPECIAIS e cronometragem serão posicionados no decorrer do roteiro, em posições não conhecidas previamente pelos competidores.
.Item 5 - Os dados de cada competidor serão coletados pelo aparelho GPS, conforme descrito no item um, em todo trajeto da prova, desde a largada até a chegada, à apuração será realizada através dos dados coletados por metodo de gravação por distancia,  com precisão de 0000,01 (10 metros), com posição geográfica (latitude e longitude).
Item 6 - O GPS será removido pelo piloto no termino da prova, ou logo após a sua chegada, ou em outro local especificado pela organização.
Item 7- Tempo para devolução dos equipamentos GPS. se o aparelho não for devolvido no local especificado pela organização em até 5 minutos após a chegada do piloto, para todas as categorias, o concorrente será desclassificado, sem direito a reclamação.
Será da responsabilidade do competidor a devolução do aparelho mesmo após o prazo, caso contrário será cobrado o valor definido no termo de responsabilidade. 
Item 8 - Mesmo se desclassificado, será da responsabilidade do competidor a devolução do aparelho, após o prazo, caso contrário será cobrado o valor definido no termo de responsabilidade.
Item 9 – Após a coleta dos dados armazenados no GPS a interpolação será feita entre os dois
pontos mais próximos, anterior ou posterior à linha de início e final de cada ESPECIAL, determinando assim o tempo ideal cumprido.
Wagner S. Fanti.
Fones: (11) 9 9838 6727 vivo.
E-mail: wpe.enduros@gmail.com
waypointenduros@gmail.com